APOIO
sexta-feira, 31 de agosto de 2018
Mauro Borges

Morreu nesta sexta-feira, aos 56 anos, vítima de pneumonia, Mauro Borges, um dos responsáveis pelo movimento clubber que sacudiu a noite paulistana na década de 1990.

O DJ que ficou conhecido por ser um dos grandes nomes da cena GLS era referência de uma geração. Foi o rei das noites e viveu intensamente tudo o que rolou comandando as pick ups da Nation e do clube Massivo – ícone da época, considerado o primeiro hotspot gay a ganhar fama nacional, com suas filas intermináveis na porta.

Formado no Rio em 1990 por Mauro Borges (voz) e Renato Lopes (bases e samplers), o grupo lançou apenas um disco “Aqui Não Tem Chanel”, pela gravadora Warner, que não alcançou grandes vendas. Na época, o duo chegou a fazer aparições em vários programas de TV.