APOIO
segunda-feira, 30 de julho de 2018
sp

Entre os dias 22 e 26 de agosto, o shopping JK Iguatemi recebe a 12ª edição da SP-Arte/Foto – Feira de Fotografia de São Paulo, um dos mais importantes eventos nacionais dedicados à linguagem artística. Além de reunir importantes galerias e fotógrafos do Brasil e do mundo, a Feira apresenta o Talks, ciclo de palestras cujos temas encontram-se em sintonia com as principais discussões da área. Os reflexos de 1968 na produção artística contemporânea latino-americana, o diálogo da fotografia com outras mídias e o debate em torno da origem da manipulação fotográfica são alguns dos temas levantados neste ano. Ateliês abertos na Vila Madalena e exposições por galerias e instituições de São Paulo celebram a fotografia pela cidade.

A 12ª SP-Arte/Foto promove mais uma edição do Talks, ciclo gratuito de palestras para a discussão dos caminhos da prática fotográfica. No dia 23 de agosto, quinta-feira, o curador e historiador da arte colombiano Rodrigo Orrantia fala sobre os 50 anos do fatídico verão de 1968, destacando os reflexos deste momento na produção artística na América Latina. Em diálogo com Orrantia, o fotojornalista Evandro Teixeira traz um relato pessoal sobre os ecos desse movimento no Brasil e exibe seus registros históricos desse período, produzidos durante sua passagem pelo Jornal do Brasil.

Em seguida, o cineasta Walter Carvalho, herdeiro do Cinema Novo, reflete sobre as conexões entre a fotografia e a produção audiovisual brasileira, destacando ainda seus principais filmes, influências e destaques de sua carreira.

No dia 24 de agosto, a artista e fotógrafa carioca Claudia Jaguaribe conversa com Pierre Bessard, francês à frente da Editions Bessard, editora independente de livros baseada em Paris. Tomando o título Beijing Overshoot como ponto de partida, os dois tratam das especificidades do fotolivro como uma linguagem singular, com narrativa própria.

Malcolm Daniel, curador de fotografia do Museu de Belas Artes de Houston e ex-diretor curatorial do Metropolitan Museum of Art, de Nova York, é um dos convidados da mesa que encerra o ciclo de palestras de 2018. O norte-americano investiga como a manipulação de fotografias pode ser observada antes mesmo da era digital. Ao lado dele, a pesquisadora brasileira Fabiana Bruno discorre sobre a pós-fotografia, termo que diz respeito às mudanças sofridas pela fotografia após o advento de práticas digitais.

O Talks ocorre nos dois dias, sempre das 16h às 19h. A entrada é gratuita e o público interessado deve chegar 30 minutos antes para a retirada de senha. As vagas são limitadas e haverá tradução simultânea para o português.