APOIO
quarta-feira, 18 de abril de 2018
antartica

Com inauguração no dia 17 de abril, a Academia da BOA foi idealizada pela marca Antarctica em parceria com a BFerraz e o Senac RJ.As aulas da primeira turma começam dia 17 de abril. O currículo será uma mescla entre a formação tradicional e aulas especiais com a cara da BOA. Os inscritos aprenderão técnicas para um atendimento mais simpático, conhecimentos sobre a marca e sobre os universos cervejeiro e do bar. Haverá treinamento prático em um bar real.

“Se somos a cerveja que se inspira no carioca e que quer gerar coisas boas, precisávamos trazer algo que realmente fizesse a diferença neste momento. Acreditamos que, contribuindo para a formação dos profissionais, podemos dar mais oportunidade de trabalho para as pessoas e contribuir para a melhoria da prestação de serviços nos bares da cidade. Todo mundo ganha: garçons, patrões, clientes e o Rio. E este é o objetivo principal da Academia da BOA, incentivar e contagiar com um sentimento positivo, oferecer uma alternativa boa para todos”, conta Bruna Buás, diretora de Marketing de Antarctica.

Para homenagear a atividade dos garçons e inspirar novos profissionais, a Academia da BOA contará com 10 embaixadores que darão uma aula magna. São emblemáticos garçons do Rio de Janeiro, que também assumirão a função de mestres e padrinhos dos alunos. Dentro da Academia, algumas destas personalidades serão homenageadas no salão, em um hall da fama, com seus rostos imortalizados em bandejas de prata. “

O curso acontecerá no espaço da Academia da Boa, na Fundição Progresso, na Lapa. O espaço está dividido entre bar, na parte da frente, e salas de aula, na parte dos fundos. O local foi escolhido por ser um bairro boêmio, com muitos restaurantes e bares que contribuíram para o legado cultural da cidade. A Academia da BOA acontecerá ao longo do ano e promete trazer outras novidades. A ideia é que o projeto seja um portal de conhecimento, de valorização e apoio ao garçom.

A Academia da BOA foi criada pela agência BFerraz e tem múltiplos desdobramentos. “Ao mesmo tempo em que Antarctica traz resultados positivos para a sociedade, ela melhora também o próprio mercado e valoriza uma categoria profissional, a dos garçons, que foi e é essencial para a cena da boemia carioca. Além disso, Antarctica reafirma seu compromisso com o Rio de Janeiro ao criar um espaço físico, um hub de experiência de marca que confirma seu propósito: gerar coisa boa”, explica Mariana Fleury, vice presidente de negócios da BFerraz.