APOIO
sexta-feira, 6 de outubro de 2017
Captura de pantalla 2017-10-06 a la(s) 10.00.11

Como a dança pode ser uma ferramenta para o debate sobre gênero, raça/etnia e classe? Esta é a pergunta disparadora da oficina ministrada por Twiggy Pucci Garçon, que se propõe a trabalhar a interseccionalidade na prática. Durante a oficina, oferecida por Red Bull Amaphiko, será apresentada a história do Vogue e técnicas de Vogue Runway, um estilo de dança que surgiu antes mesmo de os bailarinos da turnê “Blond Ambition Tour”, de Madonna, se tornarem conhecidos com seus passos cheios de personalidade.

A oficina acontecerá no dia 25/11, com duração de 4h, durante a 3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] e Mix Brasil no CCSP, quem quiser participar deverá se inscrever pelo site da CONFERÊNCIA [SSEX BBOX]. As inscrições estarão abertas no dia primeiro de outubro de 2017. No dia 26/11 na festa de encerramento da Conferência Twiggy Pucci Garcom e participantes da oficina farão uma apresentação às 19h ao público.

Vogue, ou vouguing, é uma dança popularizada nos anos 1980, e surgiu graças às festas Ballroomns ou Balls e clubes LGBTQ+ dos Estados Unidos. Os movimentos corporais dos dançarinos e das dançarinas são marcadas por linhas e poses, como em uma frenética sessão de fotos. Para além da dança, o gênero Vogue tornou-se uma referência cultural não só da comunidade LGBTQ+, mas em especial dos grupos de pessoas não brancas nos Estados Unidos, por este motivo ela trabalha diretamente com as questões de gênero, raça e classe.

Para conhecer técnicas de Vogue Runway: