APOIO
terça-feira, 5 de setembro de 2017
Captura de pantalla 2017-09-05 a las 09.11.51

A indústria dos festivais a muito tempo vem passando por uma grande disrupção, de um lado verbas cada vez menores e o avanço de novos meios como digital fez com que os antigos modelos entrassem em uma curva quase que mortal. E esse ano, depois que o grupo Publicis decidiu que no próximo ano não iria participar no festival de Cannes e após declarações controversas do CEO do grupo WPP, Martin Sorrell, como “Cannes tem que ser repensado e reposicionado”, já que se tornou num “modo de ganhar dinheiro” e não uma celebração da criatividade realizadas durante almoço promovido pelo Financial Times prova que talvez essa industria tal como conhecemos esteja com os dias contados.

A boa notícia vem da America Latina quando o FIAP retorna a Buenos Aires e trasforma a capital da Argentina na Capital Mundial das Idéias. Liderado por Rodrigo Figueroa Reyes, o festival tem como objetivo gerar oportunidades. “Estamos re-lançando um festival que tem sido um grande sucesso há muito tempo. Queremos devolver à indústria um pouco do que nos deu e propor o festival como agente de mudança e debate sobre: ​​onde estão a publicidade, a mídia, os anunciantes? “, Afirmou o fundador e CEO da FiRe Advertainment.

A nova FIAP tem o apoio da Direção Geral de Indústrias Criativas (sob o Ministério da Modernização, Inovação e Tecnologia da Cidade de Buenos Aires) e importantes patrocinadores e parceiros de mídia (como Facebook, Coca- Cola, Accenture Interactive, The Nation, Hamilton, Viacom, Cabify, Newsan, Adlatina, Endeavor, Produ, Rock e Pop).

O destaque desse ano é investir nos novos talentos pela primeira vez na história, um festival de publicidade realizará um concurso de empreendedores à procura de novos anunciantes.