APOIO
Captura de pantalla 2017-08-29 a las 20.34.07

Além de ilustrar a contribuição do arquiteto autodidata André Carloni para a preservação do patrimônio cultural capixaba, a Exposição André Carloni, Arte com Memória revela ao público seu olhar artístico particular sobre os bens culturais da região. A mostra está aberta a visitação no Arquivo Público do Espírito Santo, em Vitória, a partir de 31 de agosto. Protagonista das transformações arquitetônico-urbanísticas realizadas em Vitória (ES) no início do século XX, Carloni elaborou ao longo de sua vida diversos desenhos que retratam a cultura material do Estado.

A exposição é composta por desenhos a bico de pena pertencentes ao acervo do Iphan, do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo, da Biblioteca Central da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Museu Solar Monjardim. André Carloni foi o responsável por restauração em bens como o Convento da Penha, Igreja de Reis Magos e Capela Santa Luzia.
Parte dos desenhos foram feitos por Carloni enquanto representante do Iphan no Espírito Santo, entre 1939 a 1965, e retratam bens tombados pelo Instituto no Estado e outros bens históricos que foram pesquisados durante sua atuação no Instituto. Mas há também imagens criadas em épocas diversas, quando Carloni atuava como desenhista e também responsável por obras realizadas na capital capixaba durante o processo de modernização da cidade.